Colômbia assina acordo para reduzir efeitos das mudanças climáticas no setor cafeeiro

O governo colombiano assinou o Acordo Café, Floresta e Clima, representando os exportadores, produtores e sociedade civil do país, e sendo um marco nos esforços contra a mudança climática no setor cafeeiro.

De acordo com o The Coffee, Forest & Climate Agreement, mais de meio milhão de produtores e quase 10% de toda a produção global serão afetados por este acordo que reúne colaboração pública e privada.

O acordo reconhece a importância desta aliança público-privada como um veículo para o crescimento econômico sustentável e inclusivo, e está alinhado com a Declaração de Nova York sobre Florestas, o Acordo Climático de Paris e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. Também é enquadrado por acordos de cadeia de fornecimento livre de desmatamento, como o compromisso internacional da Colômbia, o Tropical Forest Alliance (TFA).

“Com a assinatura desse acordo, o Governo Nacional cumpre um de seus principais objetivos no combate ao desmatamento associado à produção agrícola”, afirma Carlos Eduardo Correa Escaf, ministro do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Colômbia.

Com a produção anual de café da Colômbia atingindo aproximadamente 14 milhões de sacas, a indústria do café cria mais de 720 mil empregos diretos, com mais de 2,5 milhões de pessoas dependendo da cultura como forma de renda.

Os especialistas em clima, entretanto, previram que a área adequada para o cultivo de café será reduzida em até 50% até 2050, o que pressionará as florestas andinas e subandinas, à medida que os produtores procuram novas áreas de cultivo.

Leia mais em: https://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/cafe/297417-colombia-assina-acordo-para-reduzir-efeitos-das-mudancas-climaticas-no-setor-cafeeiro.html#.YT-UqZ1KiM9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + catorze =